Pictures

Pictures

Picctures

5 de set de 2015

Minha Esposa me Traiu

Como este é o meu primeiro conto, vou começar descrevendo e nós apresentando. Eu me chamo Tyler tenho, 23 anos, 1,79m de altura, 79kg, cabelo castanho, olhos castanho, cor moreno claro, corpo não sarado, mas malhado. Minha esposa se chama Abigail, 21 anos, 1,70m de altura, 61kg, cabelos e olhos castanhos claro, morena clara, corpo belo, bumbum grandinho, malhado, peitos no tamanho ideal que da na mão e sobra um pouquinho.
O fato é que namoramos 3 anos e casamos quando ela tinha 18 anos. O fato aconteceu quando a um ano atrás e nós estávamos em nossa casa onde sempre gostamos de receber nossos amigos aos sábados e domingo, pra bater papo, beber, comer alguma coisa. Nossa casa tem uma área nos fundos com piscina e churrasqueira.

Eu nunca fui de ter muito ciúmes da minha esposa apesar da sua beleza, sempre confiamos um no outro. Mas temos alguns amigos que não posso descuidar porque quando estamos só, os homens, sempre à o comentários das namoradas e esposas e a minha sempre foi alvo de atenção.
Naquele sábado à noite já estávamos bebendo desde a sexta à noite e a intenção era de ir até o domingo como normalmente fazemos. Não passamos o dia todo enchendo a cara. Sempre bebemos moderadamente para durar o fim de semana todo, com cautela, conversando, tomando banho na piscina, assistindo filme, futebol, tv.
Tenho um amigo que é solteiro muito presença fisicamente, aquele que as mulheres olham, sei porque minha esposa já fez comentários sobre ele. Pois então.
Naquele sábado, já tarde da noite, estávamos um pouco além da conta, alguns amigos já tinham retornado pra sua casa pra voltar no outro dia e então ficamos em casa eu, minha esposa, este meu amigo e mais dois. Minha esposa falou comigo e disse que ia deitar um pouco para descansar, dormir. Eu dei um beijo nela, ela passou a mão em mim, na frente dos meus amigos, e foi deitar. Ficamos conversando até que passando uns 20 minutos o meu amigo pediu para ir no banheiro da casa pois queria usar o banheiro e tomar um banho pois naquela noite ele resolveu que ia dormir em casa, no sofá. Os outros dois amigos resolveram ir embora. Eu disse ao meu amigo que ele poderia ir que eu iria espera-lo na piscina, pra gente continuar bebendo. Eu depois de terminar de secar a garrafa de whisky e passado meia hora ele ainda não tinha aparecido, imaginei que ele estivesse dormindo já e entrei em casa para conferir. Fui no Banheiro e ele não estava, passei na sala ele não estava e subi para o andar de cima pra ir no meu quarto para me deitar, imaginando que ele tivesse recebido alguma ligação das periguetes dele e saiu sem avisar.

Ao chegar no andar de cima vejo a porta do meu quarto entre aberta e achei estranho pois isso não acontecia pois o ar condicionado estava ligado. Me aproximei na ponta dos pés, pra não fazer barulho e vejo que ele estava lá dentro, deitado na minha cama de conchinha com a minha esposa.
Naquela hora me deu uma raiva, imaginei quebrar ele na porrada e terminar a amizade que durava anos. Mas pra minha surpresa, vi que a minha esposa se mexia, ele então estava a masturbando e ela estava gostando, então me peguei gostando daquela situação e resolvi ficar ali, de voyeur.
Dali então a cena se seguiu e eu olhando. Ela passou a pegar nele o masturbando também. Ela então se virou e ao ver ele, ela se assustou. Dava para eu escutar a conversa, baixinho, mas dava. Ela falando que pensava que era eu e que não podia fazer aquilo pois eu estava lá, era casada, ia dar confusão. Ele então disse que eu sabia, mentiroso, que estava tudo bem, eu estava lá pra baixo, porre, que aquela passada de mão era liberando para ele subir e dá uns pegas nela. Ele passou a beija-la no pescoço, ela empurrando ele, meio desconfiada do papo, mas foi se soltando até que o agarrou e o beijou. Ele então retribuiu e passou a acaricia-la pegando em todo o seu corpo. Ela passando a mão nele. Então ele foi descendo beijando até que chegou na xoxota, deliciosa, dela e começou a chupa-la. Eu escutei quando ela disse que ia gozar e gozou.

Eles se beijaram na boca e agora foi a vez dela. Ela começou a chupar ele até que ele gozou na boca dela. Ela não tinha esse costume, era raro fazer isso.
Eles passaram a se beija até que ele passou a ficar em cima dela e ficaram naquela cena se roçando a xoxota dela no pau dele, até que a pica dele entrou e ela começou a gemer deliciosamente. Eu com uma raiva dentro de mim, mas com um tesão danado. Ele começou a estoca-la com tesão. Deu uma pausa e pediu para ela ficar de quatro. Ela chupou ele rapidinho e se ajeitou e ele passou a penetra-la com força, como ela gostava nessa posição, puxando o cabelo, dando-lhe tapa na bunda. Ela gozou.
Ela disse então que não poderia mais, porque era errado o que ela fez, e que eu poderia subir. Ele aceitou e disse que ela era gostosa, que queria mais um outro dia, eu então descobri que seria corno de novo, pois ela disse que se ele fosse o namorado dela, só dela, ela podia ver se poderia ser mais vezes. Ele aceitou. Eu desci as escadas e fui para a piscina. Em seguida ele apareceu. Eu não comentei nada com ele. Fiz que nada tinha acontecido. Ele ficou meio desconfiado, mas nada de mais. Conversamos um pouco e depois fomos dormir. Ele na sala e eu na minha cama com a safada da minha mulher.

Nenhum comentário: